sexta-feira, 20 de abril de 2018

Candidaturas ao Orçamento Participativo até 30 de junho


Resultado de imagem para Marinha Grande
Está a decorrer a 5.ª edição do Orçamento Participativo da Marinha Grande, cujas propostas devem ser apresentadas até ao dia 30 de junho.

Nesta fase todos aqueles que vivem, estudam ou trabalham no concelho da Marinha Grande, com idade igual ou superior a 18 anos, podem apresentar as suas ideias e projetos para melhoria das condições de vida do território.

As áreas de intervenção são as seguintes:

Infraestruturas viárias, trânsito e mobilidade;
Proteção ambiental e energia;
Reabilitação e requalificação urbana;
Espaço público e espaço verdes;
Saneamento básico e higiene urbana;
Cultura, juventude, desporto e ação social.

O Orçamento Participativo é um processo em que a população pode contribuir, através das suas propostas de investimento, para o desenvolvimento do território.

Para o efeito são colocados à disposição 100.000 euros que serão usados para concretização do projeto mais votado.

Participe. As suas ideias contam.


ECONOMIA | Dirigente da Porsche em prisão preventiva desde quinta-feira

Dirigente da Porsche em prisão preventiva desde quinta-feira
Berlim, 20 abr (Lusa) – Um dirigente da Porsche foi detido preventivamente na Alemanha na sequência das buscas ligadas ao vasto escândalo dos motores diesel falsificados, anunciou hoje um porta-voz do construtor automóvel.

O patrão da Porsche, Oliver Blume, “informou os trabalhadores da decisão do Ministério Público de Estugarda de ter colocado um dirigente da empresa em prisão preventiva”, informou um porta-voz da marca de automóveis de luxo pertencente ao grupo Volkswagen, citado pela AFP.

Segundo os jornais alemães Bild e Wirtschaftwoche, o responsável detido é Jörg Kerner, ex-responsável dos motores da Porsche, que trabalhava na Audi quando se conheceu o escândalo.

Sem precisar a identidade do detido, um porta-voz do Ministério Público de Estugarda confirmou a detenção na quarta-feira de um suspeito por “risco de fuga e de dissimulação de prova”, logo depois das buscas nas casas de dois responsáveis e de um ex-quadro da Porsche.

O detido está em prisão preventiva desde quinta-feira à noite.

“A Porsche não desenvolve nem produz motores diesel ou aparelhos associados”, defendeu-se hoje o patrão da marca de luxo num ‘email’ enviado aos trabalhadores e citado pela imprensa alemã.

Oliver Blume considerou “inadmissível” os aparelhos instalados nos motores diesel e suspeitos pela Justiça alemã de estarem viciados e assegurou que a Porsche não estava ao corrente da situação.

Mais de 160 polícias e trinta magistrados foram mobilizados na quarta-feira para uma vasta operação de buscas em dez locais da Baviera e em Bade-Wurtemberg, visando “um membro da direção e um alto responsável da Porsche”, bem como um antigo quadro do grupo que, entretanto, passou para a Audi, indicou uma fonte do Ministério Público de Estugarda.

Estas foram as primeiras buscas visando a Porsche no âmbito do dossier que envolve desde o início de 2015 o conjunto do Grupo Volkswagen, proprietário da marca.

A Volkswagen reconheceu ter equipado 11 milhões de automóveis a diesel, dos quais cerca de 600.000 nos Estados Unidos, com um dispositivo com capacidade para falsificar o resultado dos testes antipoluição e dissimular as emissões que ultrapassassem até 40 vezes mais as normas autorizadas.

Buscas já tinham sido efetuadas em locais da Volkswagen e da Audi.

MC // CSJ
By Impala News / Lusa

______________________________


A UGT vai comemorar 1.º de Maio em Figueiró dos Vinhos



No próximo dia 1 de maio, Figueiró dos Vinhos recebe as comemorações da UGT do “Dia do Trabalhador” em organização conjunta com o Município.

A escolha de Figueiró dos Vinhos pela UGT prende-se com um elevado ato de solidariedade e homenagem da central sindical a uma das localidades que sofreu uma das maiores tragédias que assolou recentemente o nosso País - os incêndios de junho de 2017.

O Jardim Municipal será o palco das comemorações com um vasto programa:

10:00 horas | Abertura;
12:00 horas | Abertura da Exposição "Era uma vez o 1º de maio" – FNE;
14:00 horas | Filarmónica Figueiroense;
14:15 horas | Desfile do 1º Maio
                        Mercado Municipal até Jardim Municipal, com todos os sindicatos filiados e outros convidados;
14:30 horas | Orquestra Consequência;
15:30 horas | Intervenções político-sindicais
                        Jorge Abreu, Presidente da Câmara Municipal de Figueiró dos Vinhos
Jack Oliveira, Presidente da LIUNA 183 – Toronto (Canadá)
Joel Filipe, Presidente da CCWU – Toronto (Canadá)
Lucinda Dâmaso, Presidente da UGT
                        Carlos Silva, Secretário Geral da UGT;
16:00 horas | Toy;
17:30 horas | Rancho Folclórico de Silvares;
17:50 horas | Atuação Musical – associação Agostinho Roseta;
18:10 horas | Concertinas da Lousã;
18:30 horas | Alegres de Castanheira de Pera;
18:00 horas | Arraial Beirão
Petiscos

Durante o evento decorrerão espetáculos de animação de rua com os Gaiteiros e Caretos de Ousilhão, Bombos e a Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Figueiró dos Vinhos

Dia do Trabalhador é celebrado anualmente no dia 1 de maio em numerosos países do mundo. Em Portugal, só a partir de maio de 1974, após a Revolução dos Cravos, é que se começou a comemorar livremente o Primeiro de Maio e passou a ser feriado.


Festival Nacional de Robótica


Torres Vedras vai acolher entre os dias 25 e 29 de abril o Festival Nacional de Robótica.

De referir que este evento, que terá lugar no Parque Regional de Exposições, é da responsabilidade da Sociedade Portuguesa de Robótica, sendo organizado pelo Agrupamento de Escolas de São Gonçalo e pela Câmara Municipal de Torres Vedras, em parceria com o Instituto Superior de Engenharia de Lisboa, o Instituto Politécnico de Leiria, o Ministério da Educação e a Associação Nacional de Professores de Informática.

Este evento reúne alunos provenientes de todo o país para participar em competições de robótica e para demonstrar os seus trabalhos. As competições robóticas destinam-se a promover o espírito inovador e empreendedor nas crianças e jovens através de métodos ativos de ensino, assim como a aquisição de competências transversais, divulgando também aquela área junto do publico em geral.

No Festival Nacional de Robótica efetua-se o apuramento das equipas portuguesas para o Robocup, competição de robótica de âmbito mundial, que reúne as melhores equipas de cada país, e na qual Portugal conta já com um historial de bons resultados.

Este evento possui dois tipos de competição: Júnior e Sénior.

A competição Júnior é composta por quatro modalidades: Busca e Salvamento Júnior, Futebol Robótico Júnior, Onstage e Freebots Junior. Já a competição Sénior é composta por oito modalidades: Futebol Robótico Médio (MSL - Middle Size League), Simulação 2D, Simulação 3D, Simulação de Resgate, Liga de Plataformas Padrão, Condução Autónoma, Robot@Factory e Freebots.

O Festival Nacional de Robótica inclui um Encontro Científico - 18th IEEE International Conference on Autonomous Robot Systems and Competitions (ICARSC 2018) -, onde é dada a oportunidade aos investigadores nacionais e estrangeiros, na área da Robótica, de apresentar os seus mais recentes resultados de investigação.

Estará presente neste evento o Probótica - Iniciativa Programação e Robótica no Ensino Básico - Ações de formação de curta duração, com a finalidade de apoiar e acompanhar os docentes envolvidos na implementação da iniciativa e dar continuidade às experiências de formação já promovidas pela Direção-Geral da Educação (DGE) no respetivo âmbito. Essas atividades contam com o apoio de parceiros como a ANPRI (Associação Nacional de Professores de Informática), Centro de Competências de Tecnologias da Informática e Comunicação da Universidade de Évora, Centro de Competências de Tecnologias da Informática e Comunicação da Escola Superior de Educação de Setúbal, Centro de Competências em Tecnologias e Inovação do Instituto de Educação da Universidade de Lisboa e Microsoft.

O Festival Nacional de Robótica terá também um conjunto de workshops na área da programação e robótica e espaços makers com demonstrações e partilha de projetos. 

Organizado pelo Agrupamento de Escolas de S. Gonçalo, em parceria com a DGE, serão dados a conhecer os vários clubes de robótica das escolas portuguesas, básicas, secundárias e profissionais, que partilharão com o público, de forma interativa, os projetos que têm vindo a desenvolver.

A entrada neste evento é gratuita.




Orçamento Participativo 2018 - A sua ideia, a sua escolha

“A sua ideia, a sua escolha” é o lema do Orçamento Participativo de Torres Vedras, que tem este ano a sua terceira edição. A iniciativa pretende levar os munícipes de Torres Vedras a propor, discutir e eleger projetos que a Autarquia concretizará.

O Orçamento Participativo 2018 conta com o montante de 250 mil euros para financiamento dos projetos em diversas áreas de intervenção que os cidadãos elegerem como prioritários, sendo que a execução de cada projeto não pode exceder o montante máximo de 50 mil euros (já com IVA incluído).

Para isso, qualquer cidadão com mais de 18 anos que seja recenseado no concelho de Torres Vedras pode e deve apresentar as suas propostas nas sessões de participação, que têm início no dia 2 de maio, quarta-feira, na União de Freguesias de Campelos e Outeiro da Cabeça. As sessões irão decorrer em todas as freguesias do concelho até 13 de junho, às segundas e quartas-feiras, às 21 horas.


Datas das sessões de participação:

2 de maio | União de Freguesias de Campelos e Outeiro da Cabeça
Local: Centro de Cultura e Animação de Campelos

7 de maio | União de Freguesias de A-dos-Cunhados e Maceira
Local: Associação de Socorros de A-dos-Cunhados

9 de maio | União de Freguesias de Carvoeira e Carmões
Local: Centro Educativo da Carvoeira

14 de maio | Freguesia da Freiria
Local: Sede da Sendieira

16 de maio | União de Freguesias de Maxial e Monte Redondo
Local: Auditório da Junta de Freguesia de Maxial

21 de maio | Freguesia do Ramalhal
Local: Salão da Casa do Povo de Ramalhal

23 de maio | Freguesia de São Pedro da Cadeira
Local: Polivalente do Futebol Clube de S. Pedro da Cadeira

28 de maio | União de Freguesias de Santa Maria, São Pedro e Matacães
Local: Refeitório da Escola Secundária Henriques Nogueira

30 de maio | Freguesia da Silveira
Local: Salão da Comissão de Festas de Silveira

4 de junho | Freguesia do Turcifal
Local: Salão da Casa do Povo do Turcifal

6 de junho | Freguesia da Ventosa
Local: Centro Educativo da Ventosa

11 de junho | Freguesia de Ponte do Rol
Local: Salão Paroquial da Ponte do Rol

13 de junho | União de Freguesias de Dois Portos e Runa
Local: Centro Educativo de Dois Portos


Estas sessões funcionam com base na constituição de mesas formadas por número adequado de cidadãos apoiados por um moderador, que facilita e proporciona o diálogo e a troca de ideias entre os participantes. Cada participante pode apresentar uma proposta para a realização de um projeto e, por mesa, serão eleitas as duas propostas com mais votos a favor e menos votos contra, como as prioritárias para serem votadas em plenário.

Os projetos devem estar alinhados com a estratégia de desenvolvimento sustentável e de melhoria da qualidade de vida que tem vindo a ser seguida em Torres Vedras, ganhando assim enquadramento e coerência, sendo classificados pelas seguintes áreas temáticas de intervenção: a) Educação e juventude; b) Comércio local e turismo; c) Infraestruturas viárias, segurança, trânsito, transportes públicos e estacionamento; d) Apoio a grupos vulneráveis (mulheres, LGBTI, crianças, adolescentes, idosos, pessoas com deficiência e minorias étnicas); e) Espaço público, espaços verdes e ambiente natural; f) Comportamentos cívicos, ambientais e solidários; g) Ciclovias e mobilidade pedonal; h) Habitação, urbanismo e reabilitação urbana; i) Saneamento, águas, esgotos e resíduos sólidos; j) Saúde; k) Criação de emprego, formação, empreendedorismo e apoio ao tecido empresarial; l) Desporto e cultura; m) Espaço florestal e agrícola; n) Inovação e conhecimento.

Sublinhe-se que os cidadãos podem participar em quaisquer sessões de participação, independentemente da freguesia em que estejam recenseados.

No calendário do Orçamento Participativo 2018 seguem-se a análise técnica das propostas que foram eleitas nas sessões, de 16 de junho a 15 de julho, a fase de audiência de interessados, e a votação das propostas finalistas, que decorre de 14 de setembro a 4 de outubro.

O Orçamento Participativo de Torres Vedras é um importante instrumento de envolvimento das comunidades na vida do Município, estimulando a sua participação, promovendo momentos de discussão entre os munícipes e reforçando, desta forma, a democracia no Concelho.

Toda a informação e normas de participação do Orçamento Participativo de Torres Vedras 2018 estão disponíveis em http://op.cm-tvedras.pt

Contamos com as suas ideias!
Participe!

Câmara Municipal de Torres Vedras

Tlf: +351 261 320 751


SAÚDE: iniciativas parlamentares do BE nas últimas semanas (11 e 19)

TOPO-BLOCO-INICIATIVAS-saude (2).jpg

Lei de Bases da Saúde
Ao longo dos últimos meses, o Bloco de Esquerda tem vindo a efetuar diversas iniciativas pelo país sobre o Serviço Nacional de Saúde (SNS). Estivemos em Santa Maria da Feira, Torres Novas, Vila Real, Coimbra, Beja, Algarve, Setúbal, Évora, Marinha Grande, Viseu, Salvaterra de Magos, Rio Maior, Tomar, Bragança, Porto e Lisboa. Iremos ainda a Castelo Branco, ao Fundão, à Covilhã, a Braga e à Guarda.
Os diversos debates e visitas realizadas a unidades de saúde permitiram recolher informação sobre o SNS, com o intuito de apresentar uma proposta de alteração à Lei de Bases da Saúde atualmente em vigor.
Na sessão realizada em Lisboa, no dia 14 de abril, o Bloco comprometeu-se a apresentar esta proposta durante esta sessão legislativa. Notícia aqui.


Regime do internato médico
O Bloco de Esquerda entregou uma apreciação parlamentar ao decreto-lei n.º 13/2018, de 26 de fevereiro, que “Define o Regime Jurídico da Formação Médica Pós-Graduada, designada de Internato Médico, e estabelece os princípios gerais a que deve obedecer o respetivo processo”.
Consideramos que a formação especializada deve ser promovida e não desincentivada, por isso, apresentamos a apreciação parlamentar do decreto-lei publicado pelo Governo para que ele possa ser alterado e melhorado. Defender a formação médica de qualidade é defender um dos pilares fundamentais da democracia: o SNS. 
Essa audição pública decorreu no dia 20 de março, às 18h30, no Centro de Acolhimento ao Cidadão, na Assembleia da República e contou com as presenças do movimento Médicos Indiferenciados Não (MiN), da Associação de Médicos pela Formação Especializada (Ampfe), da Associação Nacional de Estudantes de Medicina (ANEM), de dirigentes da Federação Nacional de Médicos (FNAM), do Sindicato Independente dos Médicos (SIM) e do Bastonário da Ordem dos Médicos.
A apreciação parlamentar do Bloco foi debatida no dia 29 de março. O Bloco apresentou várias propostas de alteração a este Decreto que se encontram na Comissão de Saúde para debate na especialidade.


Audições na Comissão Parlamentar de Saúde
No dia 11 teve lugar uma audição com Mário Centeno, Ministro das Finanças, disponível aqui.
No dia 18 de março decorreu uma audição com o Ministro da Saúde, disponível aqui.


Projetos de Resolução
- Foi aprovado o projeto do Bloco que recomenda a gestão pública do Centro de Reabilitação do Norte e a revisão do atual acordo com o Hospital da Prelada
- O projeto que recomenda investimento no Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa foi aprovado por unanimidade.
- Apresentámos um projeto recomendando um conjunto de medidas de apoio às pessoas com doenças raras. Este projeto foi aprovado com os votos favoráveis de todos os partidos e a abstenção do PS.  
- Foi rejeitado o projeto que recomenda ao Governo a regulamentação da profissão de aconselhador genético; este projeto teve os votos contra do PS e do CDS, a abstenção do PSD, PCP e Os Verdes e os votos favoráveis do Bloco de Esquerda e do PAN.
- Entregámos um projeto pelo desbloqueio imediato de verbas para o projeto da unidade pediátrica do Hospital S. João.
- Foi parcialmente aprovado o projeto que recomenda um modelo de intervenção na área das dependências com respostas mais integradas e articuladas, assim como uma aposta séria na redução de riscos e minimização de danos


Perguntas endereçadas ao Governo
- Atendimento a mulher grávida no Hospital de Portimão, do Centro Hospitalar Universitário do Algarve (ver aqui)
- Hospital de Santa Maria Maior, em Barcelos (ver aqui)
- Hospital Pêro da Covilhã (ver aqui)
- Redução de horário da Imagiologia no Hospital Pulido Valente (ver aqui)
- Consultas de saúde materna e infantil / acompanhamento da gravidez (ver aqui)
- Hospital privado em Vila do Conde (ver aqui)
- Salários em atraso no Hospital Senhor do Bonfim, unidade privada de saúde em Vila do Conde (ver aqui)
- Medidas implementadas mediante o surto de sarampo na região norte: Hospital de BragaHospital de GuimarãesHospital de Barcelos e Hospital de Famalicão
- Falta de técnicos para recolha de sangue no Centro Hospitalar de Lisboa Norte (ver aqui)
- Regulamento interno do Hospital de Cascais impõe normas inaceitáveis aos trabalhadores (ver aqui)
- Extensão de Saúde de Santa Cruz da Trapa do Agrupamento de Centros de Saúde Dão – Lafões (ver aqui)
- ARS do Algarve notifica enfermeiros para pagamento de danos em viaturas de serviço (ver aqui)
- Maternidade Doutor Daniel Matos e Maternidade Professor Bissaya Barreto, em Coimbra, em risco de funcionamento (ver aqui)
- Discriminação nas dádivas de sangue: ponto de situação do estudo para avaliar o nível de risco no contexto cultural e social português, a elaborar pelo INSA (ver aqui)
- Realização de mamografias no Hospital São Teotónio em Viseu (ver aqui)
- Inexistência de termómetro na UCSP do Centro de Saúde da Alameda, em Lisboa (ver aqui)
- Inquérito elaborado pelo Hospital de Guimarães às circunstâncias que envolveram a morte com gripe A de uma utente internada em psiquiatria (ver aqui)
- Bairro da Torre em Camarate, Loures (ver aqui)
- Suspensão de processos de procriação medicamente assistida no Centro Hospitalar do Porto*
- Atendimento de enfermagem na Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados da Trofa*
- Centro Hoteleiro de Apoio do IPO do Porto - Processo de Regularização de Vínculos Precários do Estado (PREVPAP)*
- Falhas no sistema informático da ULS de Matosinhos*
* hiperligação ainda indisponível


Respostas a perguntas endereçadas ao Governo
- Acesso de grávidas a atendimento nos prazos preconizados pelo plano de consultas de saúde materna (ver aqui)
- Acesso a suplementos nutricionais com fins medicinais específicos por parte de doentes que necessitam de nutrição entérica ou parentérica (ver aqui)
- Atraso no concurso para colocação de médicos (ver aqui)
- Acesso a tratamentos de oncologia no Hospital de Torres Vedras, do Centro Hospitalar do Oeste (ver aqui)
- Solicitação de tarefas aos/as enfermeiros/as no ACES Dão – Lafões (ver aqui)
- Ponto de situação da criação de Unidades de Saúde Familiar (USF) (ver aqui)
- Utente internada em psiquiatria no Hospital de Guimarães morre com Gripe A (ver aqui)
- Hospital de Mirandela (ver aqui)
- Rutura da disponibilização de Dissulfiram (Tetradin), medicamento para tratamento de alcoolismo (ver aqui)
- Serviço de cirurgia maxilo-facial no Centro Hospitalar Tondela Viseu (ver aqui)
- Falecimento de menina de catorze anos após dois atendimentos no Centro de Saúde de Castro Daire (ver aqui)
- Avaria no equipamento de Raio-X do Hospital do Fundão, do Centro Hospitalar Cova da Beira (ver aqui)
- Concurso para colocação dos cerca de 700 médicos que terminaram a especialização e aguardam há dez meses contratação pelo Serviço Nacional de Saúde (ver aqui)
- Hospital de Braga - cinco serviços sem indicação de diretor clínico (ver aqui)
- Hospital Pêro da Covilhã (ver aqui)
- Atendimento a mulher grávida no Hospital de Portimão, do Centro Hospitalar Universitário do Algarve (ver aqui)
- Demissão dos três diretores do serviço de medicina interna do Centro Hospitalar Universitário do Algarve (ver aqui)
- Abertas apenas 503 vagas para cerca de 710 médicos recém especialistas que aguardavam concurso para contratação para o SNS (ver aqui)
- Tempos de espera para primeira consulta (ver aqui)
- Bairro da Torre em Camarate, Loures (ver aqui)
- Hospital de Santa Maria Maior, em Barcelos (ver aqui)
- Direito de acompanhamento no serviço de urgência do Hospital Garcia de Orta em Almada, Hospital de Vila Franca de XiraHospital Senhora da Oliveira em Guimarães, Centro Hospitalar Entre Douro e Vouga e no Centro Hospitalar do Porto.


Audiências
- Associação Portuguesa de Empresas de Segurança e Saúde no Trabalho (APEMT)
- MSD Portugal
- Comissão de Utentes de Saúde de Poceirão e Marateca
- Aliança Portuguesa de Associações das Doenças Raras


Intervenções em plenário

Apreciação Parlamentar sobre as alterações ao regime do internato médico

Apresentação do projeto sobre intervenção na área das dependências

Intervenção sobre os projetos que recomendam medidas de apoio às pessoas com doenças raras

Moisés Ferreira no Debate de Urgência sobre "Situação da saúde em Portugal"

“É necessário alterar a lei para demover as barreiras de acesso à saúde”

Imaginarius celebra maioridade com 300 artistas inspirados por odisseias e inquietações

Resultado de imagem para festival de artes de rua ImaginariusO festival de artes de rua Imaginarius realiza-se em Santa Maria da Feira de 24 a 26 de maio, reunindo para os seus 18 anos 300 artistas de 17 países e 40 espetáculos sobre património, odisseias e inquietações.
Segundo revelou a organização do evento numa conferência de imprensa precedida pela antevisão do espetáculo de teatro físico “Houston, we have a problem”, no total serão 195 as apresentações ou intervenções artísticas a disponibilizar gratuitamente em espaços públicos da cidade, por 37 companhias e criadores individuais.
Essa oferta integra 24 estreias em Portugal e ainda 11 premières mundiais, sete das quais com produção própria do Imaginarius Centro de Criação (ICC) e resultando de residências artísticas nesse equipamento.
Odisseias, viagens, raízes, património e inquietações humanas serão temas centrais na programação do festival, que, como realçou Gil Ferreira, vereador da Cultura na Câmara Municipal da Feira, “atinge este ano a maioridade, o que lhe confere uma responsabilidade acrescida enquanto referência nacional nas artes de rua”.
Entre os destaques da programação para este ano inclui-se a estreia absoluta de “Odysee” pela companhia holandesa Theater Gajes, que se baseou no clássico de Homero para criar um espetáculo que irá recorrer a “imponentes estruturas cénicas, interação com a audiência, uma original banda sonora ao vivo, efeitos especiais, intensidade”.
O projeto tem coprodução Imaginarius e “um perfil de internacionalização sem precedentes”, à semelhança de “InSomnio”, espetáculo em que o Teatro do Mar propõe acrobacia, tetro físico, cenografia de grande formato e multimédia para questionar “a era do ‘self’, do ego, do entorpecimento e da inconsistência insuflada pela velocidade e pelo excesso”.
Já a companhia suíça Ici’bas, que venceu o concurso de novos talentos “Mais Imaginarius 2017″, apresentará a epopeia solitária “Lonely are the lonely roads”, que questiona atitudes sociais contemporâneas num registo vanguardista de dança e circo, enquanto o coletivo francês Les Commandos Percu levará à cidade “Silence!”, um espetáculo de percussão e pirotecnia que, em aparente “contraste absoluto com um contexto de festival e celebração coletiva”, se desenrolará como “um jogo de opostos” até ao seu culminar “imponente, visual e imperdível”.
O Imaginarius – Festival Internacional de Artes de Rua de Santa Maria da Feira integra um programa extenso de atividades que, além dos conteúdos a apresentar nos três principais dias do evento, envolve também propostas específicas para o público infantil e juvenil, atividades exclusivas para profissionais do setor, iniciativas de apoio à criação local e um concurso internacional para divulgação de novos talentos das artes de rua.
Este ano o festival será ainda precedido por ensaios abertos de companhias portuguesas e estrangeiras em sete freguesias do concelho, o que para Bruno Costa, diretor do evento, o confirma como “um ‘work in progress’ permanente, na busca ativa do contraditório, do novo, do (in)correto e do experimental”.

Fonte: MadreMedia/Lusa